História

BREVE HISTORIAL DO DESPORTO COLUMBÓFILO EM CESAR (VILLA CESARIS)

 

        De seu nome, Fernando Andrade Monteiro, ex-columbófilo da Sociedade Columbófila Norte de Portugal - Porto, ao regressar para a sua casa mãe em Cesar arrastou consigo os seus amados Pombos Correios e o "vírus columbophilus".
        Da Astuta Casa dos Monteiros o ingrediente, Pombo Correio/ Vírus Columbophilus, irradiou a toda a freguesia e povoações circundantes. Um grande número de familias desta terra foram contaminados pelo mencionado vírus o que as levou a abraçarem a causa Columbófila.

         

5 de Junho de 1935
       Em Assembleia Geral Extraordinária reúnem os columbófilos desta Terra aprovando, por unanimidade, a criação duma Sociedade Columbófila:

Sociedade Columbófila de Cesar

        Esta Assembleia Geral foi presidida por Nelson Portal Jorge, secretariada por Aldemar Portal Jorge  e realizada em casa de Abílio Tavares de Azevedo. Com todas as dificuldades inerentes à época a columbofilia em Cesar atingiu altos níveis de competição. A disputa de diferentes campeonatos por várias dezenas de columbófilos projectou o nome desta colectividade ao mais alto nível. 

ANO 1974 = ANO NEGRO
        Por dissidência de alguns columbófilos, ao abrigo da lei do livre associativismo criada após o 25 de Abril de 1974, foi criado um novo Grupo Columbófilo nesta Terra.

 

Grupo Columbófilo Cimo de Vila (CESAR)

        Como é normal, a criação deste novo grupo veio retirar alguma pujança à Sociedade Columbófila de Cesar.
        Para colmatar essa lacuna e manter o nível competitivo foi instituído o sistema de doublagem pela primeira vez na região. Tal sistema permitiu manter o nível competitivo assim como melhorar o sector financeiro da colectividade. Os melhores columbófilos da região conseguiram deste modo. competir na sua colectividade e simultaneamente em Cesar, permitindo desse modo avalizar o potencial dos seu lado.

ANO 1998 = UNIÃO
         Foram 24 anos de costas voltadas entre columbófilos da mesma freguesia. Tal situação tinha que ser ultrapassada, várias foram as alternativas nesse sentido sem que nada fosse conseguido.
         A colaboração da Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Casa do Povo foi decisiva para a resolução deste diferendo. A construção de uma nova sede social com todas as condições para um convívio "São" entre os columbófilos foi o culminar de todo um processo.
         Assim, Sociedade Columbófila de Cesar e Grupo Columbófilo de Cimo de Vila (Cesar), dão as mãos e originam a criação da:

 

Associação Centro Columbófila de Cesar


          Nesta data histórica, 23/10/1998, é formalizada esta nova colectividade que aparece no Universo Columbófilo como uma colectividade de passado Glorioso e futuro Promissor. Hoje, uma das colectividades mais importantes do país, está aberta a todos os columbófilos incluindo os de freguesias vizinhas que fazem fronteira com Cesar.
          A Associação Centro Columbófila de Cesar, sempre na vanguarda do desenvolvimento do desporto columbófilo, ao possuir carro de transporte de pombos com capacidade para aproximadamente 4000 exemplares permite, deste modo, que os columbófilos desta zona tenham a facilidade de participar num conjunto de treinos, que proporciona uma preparação desportiva aos jovens pombos para enfrentarem futuras aventuras columbófilas.
         No aspecto desportivo, para além dos campeonatos organizados pela Associação Columbófila do Distrito de Aveiro, a colectividade tem procurado ir ao encontro da vontade dos columbófilos organizando eventos que permitem o fraterno convívio entre os amantes desta modalidade.

         O esforço dos dirigentes e o apoio dos associados tem premitido que esta colectividade permaneça no TOP da Columbofilia Nacional contribuíndo, desse modo, para a elevação do Distrito de Aveiro a "Capital do Desporto Columbófilo" a nível Nacional e Internacional.
         Assim: 
ANO DE 1998 = ANO GLORIOSO
Para o Desporto Columbófilo em Cesar

 

Fotos de um Pombal Centenário na Freguesia de Cesar


 Em cima: Fachada do Pombal   
Em baixo: Casulos

 Em cima: Fachada do Pombal   
Em baixo: Janela de Entrada do Pombos